O método canguru traz benefícios para os bebês de baixo peso?

O cuidado neonatal habitual para os recém- nascidos de baixo peso  - aqueles que nascem com menos de 2 quilos e meio  -  é caro e exige uma equipe de profissionais altamente capacitados. O método canguru foi proposto como uma alternativa ao cuidado neonatal convencional para esses bebês. Ele consiste no contato pele a pele entre o bebê e a mãe, a amamentação materna exclusiva e a alta hospitalar precoce.

Os autores da Cochrane levantaram todas pesquisas existentes sobre o assunto  nas bases de dados em junho de 2016 . Foram encontrados 21 estudos clínicos randomizados com um total de mais de 3 mil recém-nascidos que puderam ser incluídos nesta revisão.

Quando comparado com o cuidado neonatal convencional, o método canguru diminuiu o risco do bebê morrer durante o período em que ele estava no hospital depois do parto. Além disso, também diminui o risco de o bebê ter problemas como infecção grave, hipotermia e doenças respiratórias.

O método canguru também aumentou a taxa de aleitamento materno e o ganho de peso do bebê  na alta. Não houve diferenças no desenvolvimento neurológico e neuro-sensorial dos bebês  quando avaliados aos 12 meses de vida.

Portanto, as evidências desta revisão atualizada apoiam o uso do método canguru para os Recém nascidos de baixo peso como uma alternativa ao cuidado neonatal convencional.  São necessários , porém, mais estudos sobre a efetividade e segurança do procedimento, sobre os efeitos no desenvolvimento neurológico dos bebês no longo prazo e também sobre os custos para o sistema de saúde.

O resumo completo dessa revisão você encontra no site da Cochrane.

http://www.cochrane.org/pt/CD002771/metodo-canguru-para-reducao-da-morbidade-e-da-mortalidade-de-recem-nascidos-de-baixo-peso